domingo, 19 de agosto de 2012

Brásiu is backi!

Palavras para quê...



P.S.: Pois pois, a "tia". Está bem então, jovem...

P.S.S.: E o Filipão a rir feito um tolo?!

P.S.S.S.: E a cara do apresentador?! Que fuinha...

(...)mente, a Administração.


quinta-feira, 26 de julho de 2012

Pura sapiência!

Ora então....boas caros leitores!

Pois. Sim. Já sei. "Ah e tal estes gajos publicam algo de 2 em 2 anos" - é o que muitos de vocês pensam (pelo menos um de vocês pensa, não é CD?). Pois, podemos demorar a postar mas quando o fazemos vale mesmo a pena e mais nada. A provar isso mesmo, o que vos trago hoje é um uma pequena fatia desse grande bolo que é a sabedoria popular.

Hoje fiquei a saber algo que me deixou deveras surpreendido. Tanto é que quase parti uns pratos por causa do que ouvi. Isto porque estava a colocar a mesa para o almoço quando, qual cotonete, este rasgo de conhecimento, quase científico, me entra pelo ouvido duma maneira que quase tive que levar as mãos à cabeça numa atitude de quem pensa "como não sabia disto?!". Felizmente, consegui evitar e lá almoçamos em paz e com os pratos inteiros.

Pura e simplesmente, o que eu fiquei a saber foi: a trovoada, a TROVOADA, estraga e/ou azeda (qualquer que seja o caso) o leite e sopa. Eu sempre vivi num meio, vá, meio rural e ouvi constantemente as minhas avós a dizerem cenas do tipo: está escuro para o lado do mar, vai chover; manhã de nevoeiro, tarde de soalheiro; o som do vouguinha a apitar ao longe, vai chover; etc. e tal. Pois, eu fui ouvindo estas cenas, algumas delas bastante parvas, mas confesso que esta me deixou boquiaberto. Sopa ou leite + trovoada = blhac! Quê?! A sério?! A minha mãe e a minha tia juram a pés juntos que sim.

Vamos a um suponhamos. Vamos supor que isto é (pfff...) verdade, então o seguinte também tem o seu quê de verdade, não?

- Estamos a comer sopa. Comemos umas 2 ou 3 colheradas. Entretanto, começa a trovejar. A colherada seguinte já é uma bosta porque a sopa azedou!

- Se o leite fica azedo com a trovoada, sempre que troveja as vacas ficam de diarreia? Ou o leite já sai coalhado das tetinhas?

P.S.: Se me dizem que não é logo, que é passado algum tempo, meus amigos então é como todo e qualquer outro alimento que, estando ao ar, acaba por se estragar. A trovoada é uma mera coincidência. Passe, claro, o exagero de tudo isto.

Não sei mais que vos diga!

Coalhadamente, a Administração.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

E como um vídeo nunca vem só...

Deixo-vos com mais uma pérola, cortesia do mesmo protagonista do post anterior.

Façam o favor de atentar:

video

A polvilhar sabedoria, a Administração.

E porque hoje é Segunda-feira...

Nada como postar um vídeo divertido para atenuar a "dor" que se vive no primeiro dia da semana...

Sem palavras. É ver e aprender!


video

Pura sabedoria, a Administração.

Futebol e as figuras e tiradas

Começo como o Júlio Isidro..."Olá amigos!"

Pois é, estou de volta. Quê?! Pensavam que eu não voltava mais ou que isto é mesmo como o nosso amigo C.D. diz e que só há um post de 2 em 2 anos, ou lá a periodicidade que ele disse?! Nada disso! Cá estou e para falar de bola. Só espero que isto saia minimamente na onda do post anterior, o qual está uma relíquia cheia de relíquias.

Pois bem, antes de passar ao que me levou mesmo a escrever, permitam-me que dedique umas palavras a António Fiúza. Este...

http://youtu.be/JCfONgFl4Ns

Ora, os planos deste senhor para a final da Taça da Liga não se concretizaram. E as pessoas mais afectadas pelo sucedido não foi ele nem todos aqueles ligados ao Gil. Foram os sem-abrigo de Barcelos que, à conta deste senhor, pensaram que iam bubere uma "champanhazita" durante uma semana. Assim sendo, eu sugiro que o senhor António lhes dê, mal por mal, umas sandes, um cobertor ou sopa. Eu sei que não é o que eles querem nem lhes dá tanto jeito como o espumante mas pronto, melhor que nada (digo eu).

Vamos, então, ao que interessa. Ontem fui ao Violas ver o nosso (menos do C.D.) SCE. Voltei ao Comendador (ou, infelizmente, ao que resta dele) para ver o Espinho, já que este ano voltamos a ter motivos de interesse no que ao futebol do clube da nossa terra diz respeito.

Bem, não vou falar do resultado, o qual não foi o melhor pois o SCE devia e tinha de ter ganho, nem do futebol em si. É futebol de 2ª B mas, mesmo assim, ainda se viram alguns pormenores jeitosos (o Carlos Manuel já não é novo mas joga futebol de 1ª Divisão). Vou ser bastante conciso em relação ao que me estimulou mais para escrever aqui no melhor blog do mundo.

Para começar, a instalação sonora consiste em três ou quatro altifalantes presos ao que resta da estrutura que amparava a cobertura da principal bancada. Devo dizer que, não querendo ser mau, se deve ter muito cuidado com esta forma de suporte dos altifalantes porque o peso dos mesmos ainda pode fazer cair o que resta da estrutura!

Em segundo lugar, no que diz respeito às figuras que normalmente se encontram nestes ambientes, só importa salientar o idoso que, ao som da música e/ou ruído que entoava dos já referidos altifalantes ia fazendo piscinas, de um lado para o outro da bancada, a dançar todo gingão!

Por último, e o essencial, o treinador dos Aliados de Lordelo. Tinha um ar de Rui Santos, embora mais moreno e com o cabelo bem mais curto mas foi a primeira pessoa que me lembrei quando o vi a chegar ao campo. Que bela merda que me veio à cabeça mas enfim! Deixo-vos com o que me trouxe realmente aqui, algumas das tiradas que este senhor foi mandando ao longo do jogo e respectivos contextos.

"Boa Pinto, espetáculo!" (Incentivando o seu jogador depois de um bom passe longo do mesmo.)

"Este guarda-redes é um cepo!" (Ao ver o seu keeper chutar constantemente a bola para o ar, verdadeiras charutadas, mesmo depois de o treinador lhe ter dito muitas vezes para colocar a bola no central. De salientar que, só, sem exagero, à 43ª oportunidade é que o senhor colocou, de facto, a bola no companheiro de equipa mais próximo. E é bem capaz de ter sido a única vez!)

"Yes!" (Ao soar o apito final do árbitro.)

Resumindo, o SCE não ganhou e a satisfação não é a mesma mas vale sempre a pena ir ver estes jogos por causa destas maravilhas.

Tigremente, a Administração.


quinta-feira, 29 de março de 2012

De volta! Mais uma vez...

Com que então muito boa noite, senhoras e senhores leitores que há muito sentiam a falta do melhor blogue do mundo, mas nem por isso o expressaram!

Era quem vos...

Ultrapassado este "pequeno" interregno, o melhor blogue do mundo regressa com situações bem interessantes.
Desde logo, tudo ou quase tudo que diz respeito à reposição de "Falar Verdade a Mentir" pela O.T.E. no passado dia 22, até ao episódio insólito e por pouco, "nausibundo", que ocorreu ontem, quarta-feira 28 de Março de 2012 e outros episódios caricatos.

Não saiam dos vossos lugares...

Caros leitores, se estiveram atentos a uma determinada rede social - diga-se quase tão popular como o Caipicola - e à página da O.T.E. nessa mesma rede, decerto terão bem presente a reposição de "Falar Verdade a Mentir" no dia 22 de Março.
Pois bem, quanto à peça vou evitar tecer comentários - já que podem considerar-me biased - até porque todos conhecem e reconhecem a qualidade da O.T.E.
O que interessa relembrar cinge-se a meros detalhes, tais como:

1º - Todas as pessoas que chegaram à junta depois das 18h desse dia repararam num Citroen C1 estacionado na "ciclovia" e com os quatro piscas ligados. No entanto, ninguém se lembrou de avisar o dono do mesmo quanto à possibilidade de sairmos tarde e a más horas do local e de, pior ainda, o dito bólide ficar sem bateria e sairmos mais tarde que tarde e a más horas! Ricos amigos, Carlos Duarte...

2º - E não é que saímos mais tarde que tarde e a más horas?! Alguém bem disse que tínhamos sido enrabados desde o início desse dia...

3º - Mas nem tudo eram desgraças: O novo/retornado pronto-socorro/todo-o-terreno/faço-o-que-for-preciso da O.T.E. mostrou toda a sua utilidade quando afirmou ser detentor de cabos de bateria! Menos mal! Pior era se não tivéssemos conseguido segurar o capot do C1 sem bateria...

4º - No meio de tudo, tínhamos um sempre animado cobrador de bilhetes que, perante o afinco do novo/retornado pronto-socorro/todo-o-terreno/faço-o-que-for-preciso soltou algo simples e, ao mesmo tempo, eficaz:
"Ó Pedro tem cuidado, tu tens muita força! Muita força!"
A juntar tudo isto tínhamos igualmente um dos actores da O.T.E., confortavelmente instalado no lugar do condutor do C1 sem bateria, a mandar sms, enquanto era avisado do perigo de faísca e da possibilidade de ir parar à baía...

Caso para dizer que o dia acabou bem, isto se descontarmos alguns desatinos, uns mais usuais que outros já que não é todos os dias que um membro da O.T.E. tem que discutir com um "pasqua, fils de pute" fardado!

É verdade, como é que eu ia deixando passar:
"Boa tarde! Tudo bem? Eu costumo cumprimentar as pessoas quando chego..."

Posto isto, o melhor blogue do mundo avança para a noite de ontem, quarta-feira e que em escassos, dois a três minutos, ameaçou tornar-se num episódio "nausibundo"
Ah, já agora, quanto às cenas das boleias e contrapartidas, o melhor é esquecer o assunto porque ficamos a saber que a "indumentária" é sempre a mesma...

Após mais uma reunião dos membros da O.T.E., o novo/retornado pronto-socorro (e já chega daquela coisa dos sinónimos) optou por fazer meia-dúzia de flexões em cima do capot duma viatura - vale um doce a quem adivinhar.
Ora, o dono desse mesmo bólide decidiu tirar proveito de algumas reacções ou atitudes demonstradas nalguns dos ensaios para dar lugar a algo que este co-administrador já não recordava, isto é, rir às gargalhadas em apenas 2, 3 minutos com uma intensidade tal, capaz de provocar dor abdominal!
Passo a citar:
" - Ó Pedro, eu não acredito! Olha o que fizeste à matrícula do meu carro?!
- Ó Carlos, eu eu eu não fiz nada, juro! Eu só me encostei...
- Ó Carlos, a matrícula do teu carro ficou amolgada!
- Eu não acredito nisto! Ó Pedro, como é que tu foste capaz? Mas eu agora já não posso vir a um ensaio sem ter que me chatear?! Não, a sério, ó Pedro, tá tudo, tá tudo. Foda-se!"

Caros leitores, à excepção dos dois protagonistas e daquela senhora que vive em frente e cuja filha tem de se levantar todos os dias às 03h42 para apanhar o comboio, os restantes "cagaram" a rir, sobretudo se tivermos em atenção dois pormenores:

1º - A cara do protagonista que "amolgou" a matrícula, com os olhos esbugalhados, boca aberta e faróis a apontar para ele, qual delinquente apanhado em flagrante pela polícia - tenho para mim que, para ter sido perfeito, só faltou pôr as mãos ao ar...
2º - Mal sabia esse protagonista quando a mulher o levou ao ensaio e se despediu do mesmo com um beijo rechonchudo na boca, do seu marido de cabelo cortado e barba aparada que, no final do dito ensaio, o mesmo protagonista ia manter um pequeno diálogo do seguinte teor:
" - Quando chegares a casa troca as calças...
- Não preciso! As calças estão no sítio."


Agora podem confessar, depois de colocada a leitura em dia, tinham ou não tinham saudades nossas?

P.S.: há mais para postar, apenas não vos quero enfastidiar com um post excessivamente longo...
P.S.D.: e é sobre as noites de sexta e sábado...
C.D.S.: ai de vocês que digam que este ou o próximo post são "fraquinhos"...

Retornadamente, a Administração.