domingo, 28 de dezembro de 2008

Eu ainda sou do tempo....

Ora viva!

Há algum tempo que o "melhor blog do mundo" não transmitia nada a esse mesmo mundo. Pois bem, tal levou quase ao desespero um dos nossos leitores (haja alguém com real interesse na leitura do blog), pelo que este post é, em grande parte, dedicado a ele. Ruy de Carvalho disse um dia que o melhor espectáculo que deu foi apenas para uma pessoa. Assim sendo, se o que escrevemos satisfaz pelo menos uma pessoa, o nosso "trabalho" já vale a pena.

E sobre o que vou escrever hoje, perguntam vocês. (...) Esta pausa é para os leitores fazerem a pergunta, tipo como se estivessem a perguntar-me pessoalmente. Aquela cena que muitos humoristas (ainda) continuam a fazer.

Agora que estamos naqueles dias entre o Natal e o Rebelhão - ah, espero que o vosso Natal tenha sido bom - e sendo esta a altura do(s) ano(s) que toda a gente recorda um dia mais tarde, achei por bem, ou por mal, decidam depois vocês, recordar umas pequenas relíquias do passado.

Agora que vem aí a passage d'ano, noite em que ouvimos tudo e mais alguma coisa, até porque devemos estar bêbados, vejam lá se isto que vos mostro a seguir não deve ter feito as delícias do Rebelhão de alguém que vocês conhecem, nem que seja os vossos avós.

A forma como me lembrei disto é que também merece destaque, embora a razão seja quase sempre a mesma. Sim, é mais uma daquelas coisas que só eu me lembro!

Só mais uma pequena coisinha antes de passar ao conteúdo propriamente dito. Talvez não seja pior beberem qualquer coisa forte antes de começarem a ver o que se segue. Tipo, algo que vos sirva de anestesia.

Sem mais demoras, aqui vai disto...





















E para fechar com chave de ouro, e não é café, aquela música que toda a gente gosta, e, inocentemente, cantava porque pensava que sabia a letra...



Espero que tenham gostado de rever estas músicas e que, acima de tudo, não tenham ficado com aneurismas porque isso é....mau!

Aproveito para anunciar que estas e outras músicas estarão disponíveis brevemente num Yaris perto de si, que é como quem diz no meu. Pois, mais ninguém iria andar no carro com um cd destes a não ser eu e o meu irmão. O que posso dizer, é de família.

Scatmanamente, a Administração.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Os tempos que correm...

Observando de forma aprofundada as incidências da nossa vida nos últimos tempos, tal leva-me a pensar que as mesmas andam ao sabor da crise económico-financeira que se abateu sobre todo o mundo.

De facto, as oscilações têm sido mais que muitas e apesar de não querer ser pessimista, poucas têm sido as situações dignas de registo (leia-se, situações positivas), traduzindo-se, tal como na economia, em meros e esporádicos balões de oxigénio. Ao passo que, mais uma vez, tal como na economia, a "bancarrota", as derrapagens e insolvências, têm sido a nota dominante nas nossas vidas.

Não quero acreditar que a "famigerada" praga se tenha abatido sobre nós, mas devo reconhecer que há todo um conjunto de circunstâncias que parecem impedir o nosso desenvolvimento.

É certo que temos vontade e capacidade, mas acima de tudo vontade de lutar; no entanto, parece que, de cada uma das vezes em que queremos ir à luta e fazer a diferença, surge sempre algo a "cortar-nos as asas" e aí, acabamos, mais uma vez, confrontados com a realidade, a nossa realidade...

A mensagem é de esperança, mas nós sabemos que nem só de esperança vive a economia. Na verdade, o que conta são os números, as estatísticas,as previsões.

Por isso e a julgar pelos indicadores económicos, avizinham-se tempos de dificuldades, talvez piores que os da actualidade, o que me faz pensar que, também as nossas vidas serão assoladas pelas dificuldades, ou não andássemos nós a reboque da economia...

Mas fica aqui uma mensagem de esperança para nós, autores deste blog e para todos aqueles que, voluntariamente ou por acaso, já se cruzaram com os nossos desabafos, aqui no Caipicola.

Termino com uma citação do co-autor Linz:
"De certeza que virão alturas em que a vida também nos vai sorrir. "


Semper Fi

domingo, 14 de dezembro de 2008

Nunca mais é dia 19...

Aproveito esta pausa no caralhe do estudo simplesmente para comunicar o que me vai na alma neste preciso momento.

Depois de passar este fim de semana a ler, legendar, criar bases terminológicas, voltar a ler, e ler muito, tem que haver algo para equilibrar a balança. É, no mínimo, justo.

Não é que vá fazer mal a alguém mas preparem-se porque no próximo weekend vai ser para tirar a barriga (e sobretudo a cabeça) de misérias! E com jantas à borliú?! Então aí é que vai ser...

A-desejar-que-o-tempo-passe-depressa-mas-sem-desespero...mente, a Administração.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Há coisas...

...fantásticas.

Há, sim senhor. Concordo em absoluto com o meu migue. Mas também há coisas que...

Coloco reticências para não ter de dizer palavrões, visto que a não utilização dos mesmos é uma característica deste blog (excepto quando se trata de uma citação). Mas é que são aquelas coisas que nós normalmente adjectivamos com um valente palavrão, mas um daqueles que enche a boca quando é dito. Não levem a coisa para a ordinarice.

Refiro-me a coisas que vemos, que nos dizem, quiçá dizemos, ou que nos fazem e que nos deixam com aquela tristeza, aquela revolta...

As reticências foram usadas pela mesma razão. Sim, era suposto mais um palavrão.

Peço desculpa pelo negativismo. Não me considero uma pessoa negativista, muito pelo contrário. Escrevi isto sobretudo para dizer o que se segue.

Há alturas em que a vida nos faz cara de má. Nessas alturas, só temos de a encarar com um sorriso. De certeza que virão alturas em que a vida também nos vai sorrir. Só não lhe façam cara de mau/má!

Fantasticamente, a Administração.

sábado, 6 de dezembro de 2008

Há coisas fantásticas!

Não! Não estou a falar dessa operadora que leva a televisão por cabo a inúmeros lares espalhados por este país, até porque, em abono da verdade, as pessoas responsáveis por essa mesma operadora deveriam, em minha opinião (nothing personal) sofrer de diarreias incessantes, como forma de os castigar pelo facto de me impedirem de ver futebol em sinal aberto!! (em grandes quantidades, é lógico)

Pois bem, após tão sublime introdução, é chegada a hora de dizer qual o motivo que me levou a este post:

Caros, ... de leitores, descobri que sou amigo de um verdadeiro impersonator dessa gloriosa banda, os "Bee Gees".

Porém, exige-se uma pequena ressalva, dado que o talento dele limita-se, apenas e só, à pouco conhecida do grande público, "Staying alive".

Ainda assim, penso que ele terá descoberto a sua vocação.

Caso para dizer: volta Chuva de Estrelas!!

P.S.: dentro em breve, será colocado aqui, no melhor blog do mundo, um vídeo que demonstrará as capacidades desse artista. Estejam atentos...


Alivemente, a Administração


quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Mad Conspiracy

Ouvi, e os migues também, esta música várias vezes e em diferentes locais e situações. Depois de muito a ouvir, de ninguém saber quem eram os cantadeiros e da música ter sido, inclusive, intitulada "Beggin You" - por alguém que eu conheço mas que não vou dizer o nome para não criar atritos (né, Ti Focse?!?!) - aqui fica a letra e o clip para a multidão de leitores deste blog poder ouvir, cantar e, acima de tudo, ver a pinta dos moços. Sim, estou a referir-me aos 7 que lêem regularmente esta "pedrada no charco"!!

MADCON - Beggin

Oooooh
Put your loving hand out, baby
I'm beggin

Beggin, beggin you
Put your loving hand out baby
Beggin, beggin you
Put your loving hand out darling

Ridin' high, when I was king
Played it hard and fast, 'cause I had everything
Walked away, wonderin' then
But easy come and easy go
And it would end

So ah, any time I need ya, let me go
Any time I feed ya, get me low
Any time I see ya, let me know
But I planted that seed, just let me go

I'm on my knees when I'm (beggin)
'Cause I don't want to lose (you)
I got my arms so spread
And I hope that my heart gets fed
Matter of fact, gonna beg

Beggin, beggin you
Put your loving hand out baby
Beggin, beggin you
Put your loving hand out darling

I need you, (yeeah) to understand
Tried so hard
To be your man
The kind of man you want in the end
Only then can I begin to live again

An empty shell
I used to be
Shadow of my life
Was hangin' over me

A broken man
But I don't know
Won't even stand the devils chance
To win my soul

What we doin'? What we chasin'?
What about 'em, why da basement?
Why me got good shit, don't embrace it?
Why to feel for da need to replacement?

Ya' on a runway track from the good
I want to paint in the pictures any way we could, react
Like the heart in a trash where you should
You done gave it away, ya' had it till you took it back

But I keep walkin' on
Keep rockin' dawns
Keep walking forward
Now the court is yours
Keep browsin' halls
'Cause I don't wanna live in a broken home girl I'm beggin

Beggin, beggin you
Put your loving hand out baby
Beggin, beggin you
Put your loving hand out darling

I'm fighting hard
To hold my own
I just can't make it
All alone

I'm holdin' on
I can't fall back
I'm just a con
'Bout to fade to black

Beggin, beggin you
Put your love in hand out baby
Beggin, beggin you
Put your love in hand out darling


P.S.: Os moços chamam-se Tshawe Baqwa (Kapricon) - quase que era Capri-Sonne - e Yosef Wolde-Mariam (Critical)

Begginmente, a Administração

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Para quem não sabe...

Podia acabar o mundo... mas não a lasanha!



Curiosidades Imdb-mente, a Administração

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Típica conversa de sábado à noite




P.S.: Peço que reparem, em especial, no Tiago a ficar completamente compenetrado assim que vem à baila o assunto "sucata".

domingo, 23 de novembro de 2008

Quem fala assim...

Um pastor tem o seu rebanho.

E se forem poucas ovelhas?

Tem um reduche!

Estive-com-o-Linzamente, a Administração.

De regresso à boa forma... em Grande!

Caros, ... de leitores, estamos de regresso para a nossa habitual e já há muito espectacular rúbrica, "As melhores citações do passado fim de semana". E não é que esta semana produzimos pa caralhe?!

Efectivamente, produzimos imenso (até por sms!) e deixamos aqui verdadeiras contenders à vitória final, aquando da realização da nossa 1ª Grande Gala "As melhores citações do passado fim de semana".

Cá estão las péroles:

"- Carago! Quase que ficava com a mama pisada.
- Se é que as tem..."

"- Ele mijou rápido!
- Deve ter ido a mijar pelo caminho..."

"- Vamos mais lá pra cima.
- Foda-se! Vais mais pra cima? Mais um bocado e vais ver o jogo com Jesus para o céu!"

"- Isso, fode essa merda! Depois quando tiver frio e precisarmos de ligar o aquecimento, essa merda não funciona!"

"- Adepto do Esmoriz agride adepto do Esmoriz!"

"- Discoteca Barrinha, onde passa música boa toda a noitinha!"

(Ao som de música techno-dançánt)
"- É música de carrinhos de choque.
- É mais música de matrecos!" (apontando para os jogadores do Esmoriz)

"- Foda-se! Já tou farto de espetar no mesmo sítio! Aquela merda já ganhou forma e tudo..."

"- Que porco!
- Não! Vou guardar pra mim!" (após o lançamento duma grande lostra)

"- Migue, que volta! Vamos para o via rapida! Jazu!" (via sms, daí a falta de acentos. Estamos desculpados, ó... de leitores?)

Last, but not least, ou como se diz em francês, la pièce de résistance:

"- Xau Ff'tinha!
- Ó Nuno (Gui pros amigues), são os pais dela...
- A tua mãe é sexy! (dirigindo-se à Ff'tinha, com esta já dentro do bólide dos pais)




Em forma, a Administração.

Factos e afins do último fim de semana


Ora boas!!

Passada que está mais uma semana, e respectivo fim de semana, venho por este meio comunicar-vos alguns dos factos, acontecimentos, eventos e afins que tiveram lugar estes dias.

Sexta-feira:
  • O facto mais importante deste dia é, sem margem para dúvida, que fiquei a conhecer o Dr. Pimenta (a.k.a. Dr. Pepper). Não vale a pena explicar quem é este senhor. O melhor é mesmo conhecer a personage. É daqueles que nos diz "sou um gajo porreiro" e sela a ocasião com uma valente palmada na coxa. Palmada essa que deixa a coxa a arder durante uns valentes momentos...
  • "Conhecia" o homem há uns 5min e ele pediu-me logo um favor de vida ou de morte: que fosse com ele aos Aliados e esperasse dentro do carro enquanto ele ia à Abreu buscar os tickets para ir à China. Passo a citar duas das frases ditas pelo homem e que servem, e bem, para exemplificar o tipo de linguagem utilizada por este ícon da medicina. Foi apenas e só isto: "Onde vou deixar o caralho do carro??" e "'Tou fodido, vou chegar tardissimo ao consultório..."
  • Fui ver Kusturica e seus meninos a Gaia e, se já tinha poucas dúvidas, ficou claro que é possível chegar aos 50, 60, 70, e adiante, com uma genica incrível e uma pica brutal!! Numa das palavras mais usadas por mim: espectacular!!
Sábado:
  • Estreia na temporada voleibolística! Fomos assistir ao sempre emocionante (ou não!) esmoriz-SCE. Sim, ti Focse, escrevi "esmoriz" assim, com letra minúscula!! Vitória clara do nosso Espinho por 0-3.
  • Foi também a estreia nas nossas pequenas desavenças com o treinador, o xôr Fidalgo. Ficámos quase roucos a pedir que o homem colocasse em campo o "nosso" Yoko. Teve o jogo todo para pôr o moço a jogar e nada. O Jacques chegou ao ponto de estar mais de 5min com as mãos nos bolsos sem fazer qualquer movimento. Atitude totalmente oposta à do jovem Paulo Brenha que esteve em constante movimento, ainda que não tenha jogado. Era vê-lo a fazer sprints (só se pode chamar sprint porque era o Paulo Brenha e abaixo disso só parado) e abdominais (a bocejar, é certo, mas eram abdominais). Mas o Yoko lá entrou, numa jogada em que era suposto fazer bloco triplo. Contudo, o Robertão fez o favor de servir para a rede e assim o Yoko saiu novamente sem tocar na xixa com os seus "remos".
  • Noite de sábado. Começou no Bombar, onde se agrupou a malta. Cafézinho, finório. Entretanto, chegámos ao ponto de haver mais gente do que cadeiras e mudámos de poiso. Fomos ao Max, ou como está na moda dizer, à Ff'tinha! Aqui, entre festejos do golo do PSG e jogatanas de Millionaire, o ti Focse pôs os seus contactos em marcha e lá fomos nós, outra vez, para o Bombar. Mas ainda houve tempo para o Diogo (Jack) inventar mais uns gestos très très peculiares. É um misto de abanar a cabeça à "'tou todo tolo de prazer" com umas palmadinhas de castigo. Mal eu sabia o que ainda havia de vir por aí...
  • Estivemos pouco tempo no Bombar. Serviu apenas para mais um finório e para juntar ao grupo as connaissances do Focse. A partir daí, foi a "caça à disco". Era tempo de nos fazermos à estrada. Moços para o carro do Focse e moças para o delas. Pensávamos nós. É que alguém decidiu mandar uma espelhada no carro de...ciganos. Escabeche na hora!! Elas ficaram logo a conhecer a medula óssea de Espinho. Só faltaram os vareiros. Lá fui eu e o Focse a preparar os fists para o que desse e viesse, mas chegados ao local, a etnia já se tinha posto nas putes. Melhor assim...
  • Voltando às discos. Àbox...morto. 4ever...bota p'ra canto (achei mal!). Maria.pt...muerto! E a vencedora foi: Via Rápida!
  • Desprovidos de Diogo (ah, os pontos e tal), A29 em direcção ao Porto com eles, e elas. Recém-entrados na famigerada casa, dei logo de caras comigo. Sim, comigo. E não era um espelho. Era o ti Rolando Linz, em pessoa. Magnifico! Melhor do que eu num espaço, só eu a dobrar!
  • Focse encontrou uma ex. Dificil era não encontrar. Sol de pouca dura, o menino tinha que ir verter águas. "Falamos depois", disse ele. De salientar que ele selou isto com um abraço ao pote.
  • Continuando no Focse, ele quase que caía no meio da piste. Quem o segurou foi um senhor grande e negro (ele diz que não foi...mas foi que eu tava lá e vi).
  • Vimos fufice (escusado dizer que foi agradável).
  • Entre dança, encontrões e copos, viemos embora mas antes o Focse ainda teve tempo para quase derrubar uma moçoila. Ele pediu desculpa mas eu vinha logo atrás e esclareci a situação com ela, dizendo que ele estava bêbado. Tudo sanado, era hora de voltar para casa porque a noite já ia longa.
  • Saída gigánt: caminhar até ao carro em manga curta. Burros. Eu tava de camisola. Não vamos mentir! É que o ti Focse teve a gentileza de vir trazer os casaques ao carro porque o bengaleiro esgotou. Era vê-los de t-shirt e tops. Elas, claro. Não quero que pensem que o Focse ia de top! Mais uma vez, não vamos mentir!
  • A noite/madrugada fechou em grande, comigo a adormecer a ver o Sic Kids.
Domingo:
  • Postar no blog.
Espelhadamente, a Administração.

domingo, 16 de novembro de 2008

Vitória fácil

Esta semana, os administradores foram pouco produtivos, no que toca a pérolas, em virtude de motivos de força maior.

Por isso, relativamente à nossa rúbrica "As melhores citações do passado fim de semana", desta feita temos apenas uma, a qual ainda assim acaba por revelar-se uma candidata outsider quando realizarmos a 1ª Grande Gala "As melhores citações do passado fim de semana".

Aqui fica:

"Vitor Primo - ó primo, as vezes fico espantado com o teu conhecimento.
Jean-Luc - eu sou uma verdadeira enciclopedia, primo, tirando quando bebo. Quando bebo sou no maximo, um almanaque."

Motivo de força maior, a Administração

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Tiribocchi

Venho por este meio anunciar o novo termo que fará, desde já, parte do nosso/vosso vocabulário: Tiribocchi.

E o que é Tiribocchi? O que é ser Tiribocchi? Ou melhor, quem é Tiribocchi? O que é Tiribocchi?

Para ser sincero, não interessa!

O termo é para ser usado em todas as ocasiões que o permitam. Insultar, elogiar, opinar, tudo e mais alguma coisa.

Vou dar alguns exemplos para mostrar que é mesmo um daqueles termos que tem tudo para ser "o" termo.

- "Pára com isso! Tás a ser Tiribocchi!"

- "Foi uma cena meio Tiribocchi..."

- "Tiribocchi do caralhe!"

-"Golo do Tiribocchi!!"

- "Não gosto disso, é muito Tiribocchi."

- "Que piada Tiribocchi."

Acho que não são precisos mais exemplos Tiribocchi.

Oh, cá está! Já uso o termo inconscientemente. Ok, não foi inconscientemente mas ficou bem.

E é isto. Mais um post bastante Tiribocchi.


P.S.: Fui jogar PES para ver se ganho ao Lecce!


Tiribocchimente, a Administração.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Os tempos não são os melhores...

Mas de qualquer maneira, aqui ficam as nossas, já habituais, pérolas de final de semana. E sim, amanhã já é 5ª...

"Sabes como é o Rui, não sabes? Deve ser uma toura do caralho..."

"-A Maria do Carmo teve um acidente!
- O quê? A minha mãe? Naa!"

Como podem aferir, pela primeira vez tivemos pouca produção. Enfim...


Em convalescença, a Administração

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Mais uma pérola....mas das minhas!


É algo que não é acessível aos leigos.

Então usem plasticina!!

Ting Tingamente, a Administração.

domingo, 2 de novembro de 2008

João Eusébio Ferreira da Costa


Calma, caros leitores. Não, não é Nosso Senhor Jesus Cristo na imagem.

Mas, já agora, imaginemos que era. Que era o JC como treinador da "bola"...

Começo por imaginar a legenda desta imagem: "Jesus Cristo manda subir a sua equipa, em busca da vitória". Mas que equipa seria esta?! Anjinhos FC?! FC Vai-de-retro-Satanás?! E os jogadores?

1- João Evangelista
2 - Judas Iscariotes
3 - Judas Tadeu
4 - Santo André
5 - São Bartolomeu
6 - São Filipe
7 - São Mateus
8 - São Matias
9 - São Paulo
10 - São Pedro
11 - São Tomé

Não me parece. Entre outras razões para tal, não deve dar jeito nenhum jogar de túnica e sandálias.

O treinador, se é que lhe podemos chamar isto, é o Sr. João Eusébio. Este senhor é treinador do Rio Ave, esse clube que tem sempre meia dúzia de mulheres a ver os jogos e que gritam com uma voz estridente, "Rio Ave (três batuques no bombo) Rio Ave".

A primeira pergunta que coloco é: que cabelo é este???

Para que a resposta seja bem fundamentada, repare, caro leitor, nesta segunda foto. Veja bem e depois diga se consegue responder.

Não é fácil. À primeira vista, até parece o Ringo Star mas não. É o João Eusébio. Cabelo lego, daqueles que parece que dá para tirar e pôr tipo peruca (ao estilo do Fernando Santos).

Segunda pergunta: o homem não parece um bêbado???

Não?! Olhe bem para a imagem. Parece que está a dizer: "'Tou todo fodide. Não havia gelo no bar, bebi aquilo quente e agora nem a bola vejo. Por isso, joguem à espanhola...à defesa!"

Nisto, um jogador diz: "À defesa são os italianos, Mister."

Ao que o nosso João responde: "Só por causa disso não jogas, ó Chidi!"

"Mas eu sou o Gaspar...", responde o pupilo.

Para finalizar, gostaria de salientar que o Rio Ave deste senhor joga sempre bem. É que a equipa perde, empata, por vezes até ganha mas, mesmo sendo massacrada, joga sempre bem e quando o resultado é menos positivo....foi injusto!

E são treinadores como estes que andam no nosso futebol. Depois querem que o futebol português tenha uma boa imagem lá fora.... Boa piada!

Gooooooooooolo, a Administração.

Mais pérolas do nosso tesouro

Caros leitores, estamos de regresso com mais uma edição da nossa e também da já vossa favorita rúbrica, "As melhores citações do passado fim de semana".

Como já devem ter reparado por esta altura, os nossos fins de semana (por falar nisso, nunca mais é sexta...) são ricos em citações recheadas de sabedoria e daquilo a que eu gosto de chamar "saber levar a vida...".

Assim, é com muito gosto que vos deixamos com as melhores 'pérolas' deste fim de semana de todos os Santos:

"Come on aujourd'hui!"

"Isso, abandona!"

"Oh moço, eu não gosto assim tanto de mamas."

"Mamiopto? É criolo essa merda?"

"Oh esmorizenses pouco barulho que isto não é a vossa terreola!"

"-Pensava que o Tomás Costa era português, mas afinal onde jogava?
-Rosario Central.
-Pensava que era no Penafiel."

"-Foda-se!
-Foda-se quê pá?! Olha a senhora na Sporttv."

"Salta-pocinhas de mesa em mesa."

"Diálogo mais completo da noite:
-Olha.
-Sou."

"Não Focse, eu vou ao bombar pra ver o sr. Raúl..."

"-Engasguei-me com a saliva.
- É saliva é. Eu sei qual é a tua saliva. É esperma!"

"Ele niassa mas não morde!"

"Espanhol?! Que é esta merda?! Viemos à Galiza e ninguém me disse? Estes caralhos enganaram-me!"

"-Olha um fino!
-Oh Tânia!
-Arrota!"


P.S.: não sei se os caros ... leitores vão votar e não quero dar uma opinião biased, mas as duas últimas são pra mim as grandes vencedoras.
Aliás, se tentarem imaginar a última citação, devem tentar recriar uma palmada num banco de madeira e uma expressão facial de algum consolo associado a alívo, logo após o fim da citação...


Fim de semanamente, a Administração

Fábrica de agulhas


Trabalhar numa fábrica de agulhas?!

Ora aí está um trabalho que dá pica!!


Jocosamente, a Administração.

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Quem sabe, sabe.


Pois é, caros leitores, estive quase duas semanas sem postar mas hoje, na loucura, foi a dobrar. E este segundo post vai servir para definir um pouco da minha pessoa.

Tendo em conta certos e determinados acontecimentos recentes, que não interessam p'ró caso, e pegando nas palavras sábias dos chamados "antigos" (eles é que a sabiam e/ou sabem toda), tenho a dizer que sou marca caralhe e da raça da pele dos tomates.

Peço desculpa pela linguagem que pode chocar muita gente, os chamados cócós, mas as coisas são mesmo assim. Sempre ouvi estas belas expressões para descrever as pessoas por isso aqui estão elas mais uma vez em uso.

Qu'a putamente, a Administração.

Que pétala


Onde se compra flores?

No Horto.

Se 'tá Horto....Hendireita!



P.S.: Esta piada em flores, dava um bouquet.


P'la Administração, Jean-Luc Nancy.

domingo, 26 de outubro de 2008

Empate técnico

Caros leitores, não se deixem enganar pelo título: este post não vai tratar de eleições ou coisa parecida.

Não! Trata-se pura e simplesmente de mais uma edição da rúbrica "As melhores citações do passado fim de semana".

E esta semana, a riqueza das pérolas é, de facto, muito elevada pelo que nós, administradores, já com a colaboração directa do nosso novo membro ( a apresentar brevemente num post digno desse registo) decidimos que, até ver, não há grande vencedora e como tal, optamos por um empate técnico!

Aqui ficam as pérolas:

"De vez em quando vou a casa à tarde e pimba, como uma sande de fígado e mamo um copo de tinto!"

"Vais cumprimentar outra vez?! À terceira parto-te a boca toda!"

"Tu não vais passar de cavalo pra burro. É de cavalo pra foguetão!"

"Não eras areia a mais pra camioneta dela. Eras um camião Tir a mais!!"

"Até tenho um Motorola que é japonês e tudo..."

"Como é que queres avançar? Tás em ponto morto..."

" - É este fim de semana que vou à falência...
- Pões-te a pagar almoços..."

" - Vou arranjar o número.
- Vais arranjar o quê? Não faças isso!
- Tá-me a ameaçar este caralho!"


Como podem ver, diversidade e riqueza é o que não falta nestas maravilhosas citações. Ainda assim, achamos por bem decretar um empate técnico, embora a minha preferida seja a última.

P.S.: se os leitores quiserem podem votar naquela que consideram a melhor e aí poderemos desempatar isto.
Já me esquecia, os ... de leitores nunca põem cá os pés...

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Mais quotes

Conforme prometido, a rúbrica "As melhores citações do passado fim de semana" está de regresso, ou melhor, Alive and kicking!!

Acho que não vale a pena apresentar uma lista, dado que esta semana temos uma citação que tem todo o potencial para ser a grande vencedora das "melhores citações do passado fim de semana", quando realizarmos a 1ª Grande Gala "As melhores citações do passado fim de semana".

Aqui fica a 'Pérola':

"Toma lá o meu número. Agora dá-me um toque." by Focse

Escusado será dizer que ela deu mesmo o toque...


Citaçãomente, a Administração



segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Rigorosamente nada


Este é, provavelmente, o post com menos sentido que escrevi até hoje mas só o escrevi por uma razão muito simples, apeteceu-me. E o que é que o leitor pode fazer para me impedir?! Rigorosamente nada!

Podia falar sobre imensa coisa. O meu ponto de partida até podia ser aquela pergunta que nos fazem sempre depois de estarem umas temporadas (e que temporadas por vezes) sem nos verem..."E novidades?". Podia, sim senhor. Mas não vai ser. O meu ponto de partida vai até ser menos do que a estaca zero. Vai ser o mais puro e simples rigorosamente nada!

É que este rigorosamente nada, às vezes, é muita coisa.

Imaginem só quando querem (e sentem que podem) fazer alguma coisa em relação a isto ou aquilo mas no final percebem que o que quer que façam não vale rigorosamente nada. Imaginem quando aquilo que sentem parece não valer rigorosamente nada. Imaginem quando o vosso clube não joga rigorosamente nada. Imaginem quando não vos apetece fazer rigorosamente nada. Imaginem quando querem escrever sobre algo mas não conseguem escrever rigorosamente nada que faça sentido. Imaginem quando fazem algo para mudar alguma coisa no vosso mundo e quando esperam que outros façam alguma coisa, eles não fazem rigorosamente nada.

Imaginem...ou melhor, não imaginem rigorosamente nada, sintam algo. Se não sentirem rigorosamente nada é que é pior.

Rigorosamente nada, a Administração.


quarta-feira, 15 de outubro de 2008

!!

Olha, fui p'ra night com o Focse!!

Niponicamente, a Administração.

1ª Grande Sondagem Caipicola

Pseudo-leitores, caso leiam este post, o que vos pedimos é que optem (tipo Você Decide) por uma das seguintes:

1 - Obrigado, a Administração.

2- Patadas Rotativas, a Administração.

... , a Administração.

Palavras para quê?


Já imaginaram como será levar um biqueiro duma sapatilha da marca Beita??

Eu fiz a pergunta a mim mesmo mas não consigo imaginar e também não quero passar por tal situação.

Patadas rotativas, a Administração.

Quotes

Bem-vindos à nova rúbrica, "As melhores citações do passado fim de semana".

1º lugar: "Filhas da granda puta!!" - mais uma nota explicativa (talvez a 4.4) para esclarecer os leitores que apesar do substantivo feminino "filhas", o mesmo tinha por alvo elementos do sexo masculino.

2º lugar: " - Tão a falar do quê?
- Pipocas."

3º lugar: "Olha que cara de cherne que o gajo tem?! Era partir-lhe a boca toda à frente do Mar Bravo todo."


P.S.: ao contrário de outras rúbricas, esta promete ter pernas para andar.

Fiquem atentos.

Obrigado, a Administração

Aviso à navegação

É só para dizer aos nossos caros leitores que aquele linkzinho no final dos posts a dizer "Comentários", é para isso mesmo: comentar meus...

Obrigado, a Administração.

domingo, 12 de outubro de 2008

domingo, 5 de outubro de 2008

Ça va

Uma das melhores coisas que me disseram nos últimos tempos:

"Reste comme ça!"

domingo, 28 de setembro de 2008

!

Olha, estive com o Focse!

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

COMUNICADO OFICIAL

É só para avisar que a O.T.E. is back!!

Reiniciaram ontem as actividades do verdadeiro "motor" do teatro amador da nossa capital, Espinho. Novos projectos já em marcha mas como o que fazemos é mesmo bom, ainda vamos andar em tour com as últimas obras-primas.

O.T.E., brevemente em qualquer local onde seja possível fazer teatro perto de si.

Ai ai Camões

Em primeiro lugar, gostaria de referir que não pretendo ferir susceptibilidades com este artigo. Trata-se apenas de (mais uma) das minhas visões alternativas de muitas das coisas que acontecem na nossa vida.

E que coisa é essa sobre a qual eu vou falar. Amor. Descanse, fiel leitor, porque não vai haver aqui lamechice. Pelo menos não é essa a minha intenção. E a brincar a brincar, já vou com duas "não-intenções" neste artigo.

"Amor é fogo que arde sem se ver", já dizia o maior zarolho da nossa história...o ti Camões. Pois é, eu descobri outra coisa que o amor é e não se vê.

Eu conheço uns quantos casais de namorados e o tipo de relações variam entre o "namoro contigo mas nem te conheço" e o "já casámos e não sabemos". E é sobretudo este último tipo de relações que a minha visão abrange. É que há casos em que já não se deve falar em "colas" mas sim em "soldados", não os da tropa mas sim os da solda.

Caro leitor, se vive um amor destes, siga o meu conselho. O nome mais amoroso, mais carinhoso, mais xuxu pelo qual pode tratar a sua cara-metade é..........pacemaker! É verdade. Repare bem. Se o seu sentimento chega a este ponto é porque não consegue estar 1 segundo sem "a" pessoa, tal como as pessoas que usam pacemakers não conseguem sobreviver 1 segundo sem a maquineta. Quando ama assim uma pessoa, é porque ela é a razão da sua vida. Mais uma vez, o pacemaker tem o mesmo efeito. Sem ele...caput!! Não consegue viver sem "a" pessoa. Sem o pacemaker também não. Acho que não é preciso exemplificar mais.

Assim sendo, se a sua cara-metade um dia lhe disser "és o amor da minha vida", responda simplesmente: "meu pacemaker". Não pode levar a mal, é amor. Acho que é uma visão moderna (e muito alternativa, é certo) do amor.

Semper Fi

O.T.E.

Valha-nos o regresso do nosso escape semanal, não é assim, meu fiel amigo/co-administrador?

Pelo menos, já temos algo de que gostamos para fazer.

Valha-nos isso...



Semper Fi

sábado, 20 de setembro de 2008

I have a dream...


Após uma intensa jornada de exames, estou de regresso para, antes de gozar umas merecidas férias, finalmente, publicar um post que, já há muito percorre a minha mente.

Penso que o título é o mais ajustado, tendo em conta o que se pretende dar a conhecer e não tem qualquer relação com Martin Luther King.

O sonho é simples:

Sonho e desejo que um dia, os amigos nunca mais precisarão de desertar e partir rumo ao infinito, como se nós nunca nos tivéssemos cruzado. E aí, poderemos coabitar, sem qualquer tipo de cobrança e sem que ninguém fique melindrado.
Era assim que devia ser... Alguma vez chegará?

Sonho e desejo que um dia, possamos culminar aquilo que para nós tem sido uma travessia no deserto e que eu, nesse dia, consiga cumprir e fazer com que o meu fiel amigo diga: "hoje foi mais um dia que valeu a pena!"

Sonho e desejo que um dia, os anos que vêm sejam diferentes, melhores e que não se limitem a copiar os anteriores.
Por isso, digo que tenho saudades do futuro, saudades do que há-de vir e para o futuro, para amanhã, para 2009, apenas quero "a chance that maybe we'll find better days".

Sonho e desejo que um dia consiga "forgive myself for what happened", consiga fazer melhor as coisas e sobretudo "make peace with myself...".

Se calhar, é pedir de mais. Se calhar, nem tudo se concretizará. Se calhar, algumas coisas ficarão pelo caminho. Se calhar... Não sei...
Mas, eu vou ficar para saber o que acontece. Vou pagar para ver. Vou arriscar...

Com um pouco de sorte, talvez possamos dizer: "It's gonna be a bright sunshiny day"

E amanhã... amanhã será outro dia...

Semper Fi

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Dorvalino Alves Maciel


Vou falar do meu FCP. O meu migue, co-autor deste blog que me desculpe mas senti-me na obrigação de relatar o que vi hoje. O que foi? Muito simples.

Eu fui ao Dragão e vi o Lino resolver um jogo!

Passo a citar o jornal O Jogo para, de forma breve, descrever o que se passou em termos de futebol jogado.

«Já em período de descontos, entrou Lino para o lugar de Rodriguez e Jesualdo Ferreira encontrou a chave para dilatar o resultado. Jogada da direita conduzida por Sapunaru que cruzou bem, tendo Lino feito o seu primeiro golo na Liga dos Campeões.»

Agora descrevo eu a cena.

F.C. Porto - Fenerbahçe. Estádio do Dragão. 38 709 espectadores. 1ª jornada da edição 2008/2009 da Champions.

FCP entra a matar. «A bola quando beija a rede é golo», já dizia o Apaixonado de Calvão (nomeado para Prémio Capitão Moura na Liga dos Últimos), e, aos 13min, Lucho dá asas ao amor, depois de Lisandro, aos 11min, ter iniciado o romance. Resumindo, 2-0 aos 13min. Lisandro logo a seguir, até porque já estava 2-0, quis fazer um bonito e falhou. Sabem aquela cena do «quem não marca, sofre»?? Pois, o FCP sofreu. Foi um golo meio caído do céu mas o Guiza marcou.

Estava dado o kickoff na tremideira. Não é que o Fenerbahçe estivesse a jogar bem, não estava. Limitavasse praticamente a meter a bola no minino Roberto Carlos e ele cruzava a ver se alguém metia a batata lá dentro. Até estiveram duas vezes perto de meter mas não meteram. Posto isto, resta-me dizer....temos pena!!

Já em cima dos 90min, pára tudo!!! Rodriguez, esgotado, é substituído por Lino. Houve palmas para o uruguaio e algumas para o brasileiro, embora eu ache que as últimas fossem de pessoas que enquanto batiam palmas ao Rodriguez olharam para o lado e quando voltaram a olhar para a frente já Lino marchava no relvado. Eu bati, bato a todos. Palmas, claro está. Adiante.

Houve mais palmas para o Cebola mas o certo é que foi Lino a fazer o estrugido. Depois do pé esquerdo do Roberto Carlos quase ter feito estragos, foi o pé esquerdo (embora não pareça, acho que ele tem mesmo um pé esquerdo e um direito e não dois pés direitos) do Lininho que partiu a louça toda. Primeiro toque na bola, primeiro golo do moço na Champions. Jogo resolvido. Não se fala mais nisso.

Agora vocês estão a pensar: «mas o Lino já marcou mais golos, até no FCP». Pois já. Mas não foi para resolver um jogo que estava tremidinho porque estar a ganhar por um é sempre um perigo. Para além disso, o Lino é daqueles jogadores de quem nunca se espera muito. Quem já o viu a jogar percebe o que acabei de dizer. Apesar disso, já noutra ocasião o Lino espantou algumas pessoas que eu conheço. Decorria o FCP - Bochum da última pré-época e o FCP perdia por 1-0. Livre à entrada da área e Lino ajeita a bola. As pessoas que comigo viam o jogo já temiam pela vida das pessoas na bancada e eu só disse: «se o rapaz não escorregar, ou é golo ou é perigoso». E o nosso Lininho não se fez rogado e mandou a regueifa lá para dentro. Que nem bala!

E é assim, vou guardar para sempre este FCP - Fenerbahçe. Uma história para contar aos meus netos. Vou dizer-lhes que sou do tempo em que o Lino dava uns toques e resolvia jogos. Eles vão perguntar: «quem era esse avô?». Eu vou dizer: «foi o maior Maradona negro que passou pelo FCP».

Ele é Dorvalino Alves Maciel, a.k.a. Lino.

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Strike















Here we go...
Another day, another strike

Here we go...
It's the living sacrifice

Seek 'N' Strike
Seek 'N' Strike

Strike!!!

domingo, 7 de setembro de 2008

Semper Fi

Semper Fi, ou melhor, Semper Fidelis já diz tudo, não já Migue?

sábado, 6 de setembro de 2008

Post sem título

Um desabafo. É preciso. Eu preciso...




Meu fiel amigo, quando tiveres estofo e te apetecer aturar este chato, aparece.




Preciso de partilhar.




Poderá dar-se o caso de preferires o silêncio às palavras, mas até um abraço sem palavras era reconfortante neste momento...






Semper Fi

domingo, 31 de agosto de 2008

Por agora...

...que as únicas coisas que eu diga, mostre ou faça a ti, e a todas as outras pessoas que fazem parte daquele mundo ao qual eu gosto de chamar "O Meu Mundo", sejam os sorrisos, os meus sorrisos, as gargalhadas, as minhas gargalhadas, as piadas (sobretudo as secas), as minhas piadas (sobretudo as minhas secas), as palhaçadas, as minhas palhaçadas, as estupidezes, as minhas estupidezes, as brincadeiras, as minhas brincadeiras.

Se com tudo isto eu conseguir arrancar-vos um sorriso, os vossos sorrisos, uma gargalhada, as vossas gargalhadas, já me sentirei bem e feliz.

Deixemos as explicações para mais tarde, quando elas forem mesmo necessárias...

Um dia vais ter que me explicar...

Não tem que ser hoje. Pode ser amanhã. Ou depois...

Mas, um dia vais ter que me explicar como é que consegues, meu bom amigo...

Não sei se será uma coisa natural para ti, se mera evolução das coisas, ou o normal desenrolar da vida, ou se calhar até, a concretização da expressão "fazer das tripas coração", mas gostava de saber como é que o consegues...

Por ventura, dir-me-ás que não lidas e que, no fundo, foi a vida que te impôs este cenário desagradável e, por isso, limitas-te a deixar andar. Quiçá...

O que é facto é que lidas e lidas bem, ou pelo menos, melhor do que eu já que nem sequer consigo estabelecer uma situação, no mínimo, semelhante à tua!

Mas a vida é assim, nós não somos todos iguais e pode ser que, de toda esta diversidade, eu consiga retirar alguma lição e no final, pode ser que eu, tu, ou alguém se lembre da mensagem de um professor que, um dia, com um frasco vazio conseguiu simplificar a vida.

Provavelmente, este texto que acabo de escrever não faz qualquer sentido, no entanto, a vida por vezes dá-nos momentos como este e no fim de contas, este blog é "sobre tudo e ao mesmo tempo sobre nada. Tal como a vida..."

Um dia vais ter que me explicar...

Semper Fi

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Fim-de-semana temperado com Vinagre
















Buenas
!!

Este artigo representa um apanhado daquilo que foram os dias 15, 16 e 17 deste lindo mês de Agosto (já dizia o Dino Meira).

Em primeiro lugar, foi com enorme deleite (eu preferia Licor Beirão ou Ricard mas teve que ser mesmo com leite) que nós, autores deste blog, descobrimos que o número de leitores aumenta a cada instante que passa. É verdade, é com imenso prazer que anunciamos que o nosso público aumentou para uns incríveis....5 cibernautas!!!

Depois desta pequena nota introdutória, o busílis do artigo (ah pois...busílis, pega lá que é de borla Saramago!!!).

Toda a gente sabe que desde o dia 8 e até ao próximo dia 24 se disputam as Olimpíadas Beijing 2008. Sim, a cerimónia de abertura dos Jogos foi no dia 8-8-2008 às 8:08h mas dois dias antes já se realizavam provas. Acho que é caso para dizer...chinesices! No entanto, o que nem toda a gente sabe é que de 15 a 17 se realizaram as VII Olímpiadas de Casal de Ermio. De facto, acho que só os atletas que nelas participaram, o staff organizador e mais umas três ou quatro pessoas é que sabiam da sua existência. Isto perfaz um total de cerca de 20 pessoas. Tal pode dar a entender que se tratam de uns míseros joguitos que uma cambada de amigos organiza para passar o fim-de-semana mas desenganem-se. Na realidade, viveu-se o verdadeiro espírito olímpico naquela que pode ser considerada a maior aldeia olímpica do país. E não digo do Mundo porque os chinocas, com a mania das grandezas, tinham que fazer uma maior. Pudera...já viram o tamanho dos ninhos de passáro lá???? Enfim, é a estória destas Olimpíadas que vos relato aqui, pelo menos alguns dos melhores momentos.

Eram várias as modalidades a praticar durante as jornadas desportivas. Passo a enumerá-las: Bilhar (ou como algumas pessoas dizem..."bilhar snooka"), Matrecos, Futebol, Basquetebol, Malha, Mergulho, Mini-Golfe e Atletismo. Importa ainda referir que algumas modalidades foram excluídas por diversas razões, entre as quais, perigo para a integridade física dos atletas, falta de tempo e condições para a sua realização ou simplesmente a falta de fósforos. São os casos das provas de Ciclismo, Lenhador e Bombeiro - esta foi ideia minha e do grande Zépsi e consistia em pegar fogo a uma parte da floresta circundante e ver quem apagava o mesmo em menos tempo mas não foi aceite, sobretudo pelo Cumité Organizador (que é como quem diz os donos da casa), supostamente porque não havia fósforos mas ficamos com a sensação que era uma desculpa esfarrapada!!! As provas tiveram início na tarde do dia 15, já que a manhã foi reservada para a chegada dos restantes atletas à Aldeia Olímpica, alojamento, tomada de conhecimento das equipas (Norte United, Calhandra, Calhau e Vela Dinamite) e almoço.

As hostilidades (em muitos casos, literalmente) começaram com a 1ª jornada de Bilhar e Matrecos. Devo dizer que a minha equipa não se deu muito bem com os ares do complexo de desportos de tabuleiro (mais conhecido por garagem). No Bilhar perdemos todos os jogos e nos Matréquelios vencemos apenas uma jornada mas conseguimos a maior goleada de todas as Olimpíadas...uns valentes 10-1!!!! Devo acrescentar que, apesar de ter sido considerado o melhor jogador de Bilhar, houve outros jogadores que se destacaram. Atrevo-me a dizer que o complexo por vezes parecia um fumeiro tais eram as chouriçadas que por lá existiram. Nos Matrecos, João Primo foi o MVP (o homem era uma autêntica Muralha da China na defesa)...foi justo! As partidas de Bilhar e Matrecos tiveram sempre lugar a seguir ao almoço e outra coisa não seria de esperar. Depois do cumere (e que bem se comeu), os atletas queriam era a prova da Soneca mas essa não existia o que implicava uma prova muito pouco mais exigente.

Durante o resto da tarde do dia 15 e nas manhãs e tardes dos dias 16 e 17 realizaram-se as restantes provas. Passo a descrever um best of das mesmas. No Atletismo, Sérgio, futuramente carinhosamente nomeado Obikwelu lá do sítio, bateu toda a concorrência mas a minha equipa venceu no geral (ja começam a perceber que a minha equipa foi totalmente de altos e baixos...muitos baixos). No Futebol, os grandes vencedores foram os Calhandra, o melhor marcador foi Sérgio, dos Calhau, equipa que curiosamente terminou as seis jornadas com umas redondinhas seis derrotas. Zépsi foi eleito o melhor jogador, ele que se mostrou um jogador cheio de "gás" durante as Olimpíadas. O destaque que o Basquetebol merece é que foi a modalidade que mais discussão, pancadaria e ranhosice gerou. Na Malha, Naldo revelou-se um exímio atirador ao meco. Este atleta merece especial destaque visto que revelou-se também um exímio picheleiro. Era vê-lo a lidar, com igual destreza, com o entupimento sanitário que se abateu sobre um dos bunkers que abrigava atletas. No Mergulho, fiquei a saber que sou amigo dum Phelps e não sabia. É verdade, o Hank Moody não meteu água nesta modalidade e pulverizou, ou melhor, afundou a concorrência e fez o melhor tempo. O pior disto tudo é que a minha equipa também venceu esta prova mas isso são "prumenores" e no final vão perceber porquê. Por fim, no Mini-Golfe, o Tiger Woods que há em mim revelou-se e sagrei-me vencedor absoluto depois de disputada uma finalíssima. Feitas as contas, no geral, Calhau em 1º lugar, Calhandra em 2º, Norte United em 3º (percebem agora os "muitos baixos"??!!) e Vela Dinamite em 4º (equipa que mostrou muito pouco rastilho e muita pouca chama).

Mas nem só de desporto se fizeram estas Olimpíadas. Os momentos extra-competição foram igualmente do melhor e também há muito a dizer. Cá vai...

No Sábado (dia 16), S. Pedro não se mostrou muito adepto de desporto e brindou-nos com um céu muito nublado, muitos aguaceiros e humidade elevada. Tratava-se do verdadeiro clima de Beijing. Mas os atletas não se amedrontaram. Quer dizer, pelo menos nem todos. A excepção foi o João Primo que perante tal clima vestiu o traje de gala, o qual só deveria ser utilizado na gala de entrega dos prémios. Foi-lhe pedida uma explicação para o facto de se ter apresentado perante o Cumité de polozinho, calças de ganga e sapatinhos de verniz. A explicação foi mais simples do que qualquer um poderia pensar. O seu pensamento foi: "Mas é para fazer alguma coisa com este tempo??". João Primo que se mostrou igualmente resoluto quando puseram em causa as suas capacidades físicas, dizendo: "Quem te dera chegar à minha idade com a minha forma física, a beber e a fumar como eu!!". É verdade, o homem deve ter cerveja a correr nas veias, mais propriamente Finkbrau - a cerveja oficial Casal de Ermio 2008.

Outro aspecto importante a referir é que o ar nem sempre era muito respirável na Aldeia Olímpica. Alguns atletas, em especial Zépsi, mostraram-se muito dados à libertação via anal de gases, intoxicando tudo e todos. Não sei o que morreu dentro de alguns atletas mas já foi há algum tempo. A eles, resta-me dizer....salvem a alma porque o corpo há muito que já foi com as senhoras da prostituição!!

Zépsi que foi o protagonista de mais um belo episódio extra-competição. Decorria a noite de Sábado e, numa incursão pelos jardins da Aldeia para efectuar uma chamada telefónica para o seu "alvo", ele foi, segundo consta, brutalmente atropelado por um suposto rato. Depois de se ouvir um grito vindo do jardim, eis que surge Zépsi exclamando "Tá um rato lá fora...vambora!!!". Chegados ao exterior, o pai do atleta começa e investigar o local do crime e não é que, efectivamente, descobre...um sapo?!?! É verdade, aquilo que Zépsi reclamava ser um rato que passou "por cima do pé" era na realidade um sapo. Curioso é que momentos mais tarde foi avistado um ratídeo no complexo de desportos de tabuleiro. O animal era de tamanho considerável pois obrigou Paulinho, rapaz de coragem invejável, a recorrer ao topo de um sofá para se proteger da investida. O rato lá se escondeu e livrou-se de ser "gaseado" por Zépsi. Nem sabe do que escapou...

Estes dias foram também ricos no que diz respeito à criação de alcunhas. Estas vão desde Mário Van Peebles até ao PauloInho, passando pelo Daniel "Bruno Alves" Cardoso, a.k.a. Ventania. Aproveito para prestar homenagem a este rapaz pois foi o malogrado das Olimpíadas. Rápidas melhoras!!

E para fechar com chave de ouro (e não me refiro aos cafés), não podia deixar de falar daquele que foi, para mim, o melhor momento cultural de todo o meu Verão...o concerto de Susana Vinagre, essa grande organista/vocalista (www.susanavinagre.com). Já passava da meia-noite quando fomos convidados por elementos do Cumité para nos deslocarmos até à localidade de Vale de Vaíde com o propósito de visitarmos as Festas em honra da Nossa Senhora das Preces (a Santa a quem rezamos quando queremos chegar a tempo a algum sítio, sobretudo quando já estamos atrasados). O cansaço já era mais do que muito mas lá fomos, e naquela altura nem nos passava pela cabeça o que iriamos perder se não tivessemos ido. Chegados a essa bela localidade que é Vale de Vaíde, e já depois do "Xenhôr Afonxo" quase ter estrategicamente estacionado o seu pópó num buraco, seguindo a música que ia desde logo pondo os nossos neurónios a bailar desenfreadamente, eis que avistamos um esplendoroso palco de aprox. 7,23 m2 com uma decoração à la S. João. Era, então, aqui que tinha origem o som com o qual os nossos ouvidinhos se deleitavam. A organista/vocalista Susana Vinagre, munida apenas de um sintetizador/órgão, punha a multidão a vibrar, a bailar e...a martelar!! Pois é, não sei se foi devido ao facto de o espectáculo da Susaninha estar a ser arrebatador mas o que é certo é que olhei para o lado e estavam uns senhores a martelar, com considerável veemência, um pedaço dum tronco de uma árvore. Procurei por pregos ou pelo que quer que fosse que os homezinhos estavam a massacrar com o martelo mas não encontrei nada. De facto, eles estavam apenas a martelar mas consegui perceber que o de bigode com mancha de vinho tinto deu uma grande abada ao senhor sem dentes e que vinha de Paris de França (sim, havia por lá muitos imigras). Depois de ouvir umas 5 músicas da Vinagrete ao sabor de uma Super Bock (não havia Finkbrau - o único defeito que consigo apontar a estas Festas - a comissão de festas devia estar com prece e não arranjou), era hora de voltar à Aldeia mas ainda houve tempo de passar pela Bogueira, pelo centro de Casal de Ermio e pela sua zona industrial (dois armazéns, um de cada lado da estrada).

E assim se passaram estes três dias. Havia muito mais para contar mas isto já vai longo e se chegaram aqui já sois grandis!! Fiquem atentos aos próximos artigos e pode ser que sejam referidos mais pequenos episódios destas Olimpíadas!

Inté!!

P.S.: O meu querido cão não tá todo fodide, está com os problemas habituais de quando a idade já é muita (patas fortemente arqueadas que me levaram a apelidá-lo de "Rivaldo", a pata direita por vezes falha quando ele caminha e ele bate com o focinho no chão, a minha mãe diz que ele está surdo embora eu ache que possa ser um problema ao nível da cera, enfim...).

sábado, 16 de agosto de 2008

Que grande tirada!

Só para citar um diálogo muito produtivo:

Rui: "Ó Sepsi, juro-te que foi isso que ela respondeu. Juro pela saúde do meu cão!"

Diogo (dirigindo-se a Rui): "O teu cão tá todo fodide!!"

Resultado final: gargalhada geral dos três nomes mencionados, seguido de choro do Rui e libertação de substâncias duvidosas...

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Uma questão de gosto ou necessidade...

Há quem procure ajuda em ansiolíticos e anti-depressivos.

Eu prefiro "booze & smokes"...

É mais barato e tem um efeito de anestesia que permite bloquear todos os pensamentos que queremos afastar e que a sobriedade tão eficazmente nos impede!
Esse estado grogue em que acabamos por cair (felizmente) turva o raciocínio e faz com que nós não consigamos pensar naquilo que nos inquieta, tamanha se revela a nossa decadência...

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Nem vos digo nem vos conto!


A imagem já quase (quase) diz tudo!











P.S.: Se conseguirem ampliar a imagem, poderão ver o Sr. Manuel do Laço no lado direito.
P.S. nº2: O Blog encontra-se suspenso para ressaca.

Até um dia destes...

domingo, 3 de agosto de 2008

Tenho piscina!!!

Sim, é oficial! Tenho piscina!! Já nao precisam dizer "e, ó Rui, só falta uma piscina em tua casa...". Já há!! Ah pois, so tem 1 metro de, como dizem os velhinhos, "fundura" mas o que interessa é que já há. E deixem que vos diga que já dá para curtir bué.

(E foi-se a Super Bock)

Assim sendo, quem nao quiser desertar pode vir para aqui mas lembrem-se...só tem 1 metro de "fundura"...

Nhidasse!


Não é que esta semana íamos ao velhinho Comendador Manuel Oliveira Violas ver o nosso SCE defrontar esse clube correcto e impoluto, o Boavista F.C. e os "filhos da pute" queriam €5 pelo bilhete?!
E claro, nós acompanhados dum sujeito chamado "fraquinho", decidimos obviamente investir os €5 em cerveja (muito melhor, expecto para os outros 2 quilheiros que, quais maricas, quiseram comer um gelado)

Ainda assim, tivemos o "prazer" de ver o Manuel do Laçe como a fote ilustra.

P.S.: citando o Rui: "lá vai o canudo!"

Diálogo da noite

- Disseste que era para apanhar a "pute", é para apanhar a "pute". E ela ainda nem vai a meio...
- Pois não, ainda nem 3 da manhã são...

(pausa para rir)

- Cuspiste-me as pernas!!!

Aquece de caralhe!


Só para citar a reacção do Rui a um shot de Ricard (le vrai pastis de mARSEILLE, elaborado en España)

P.S.: acabou de beber gelo derretido. como tu estás... "Ai Jazu..."

Sabem onde é Baião??


Já todos ouvimos falar desta terra...ou não! Eu acho que conheço lá uma pessoa mas por momentos não me recordo.... Adiante!
Este post surge no seguimento da "discussão" em relação a onde se situa este lindo "vá para fora cá dentro" do nosso país e à tentativa de o explicar ao nosso bom amigo Miguel (que também vai desertar para o Algarve).
Poius (nós avisámos) bem, cá vai...

1 - Tão a ver o Porto?? É mais para dentro.
2 - Tão a ver Arouca?? É mais para cima.
3 - Tava fodide escrever o ponto 2 (é o Beirão).
4 - Tão a ver Gibraltar?? Então já tão longe, venham para trás.
5 - Não tem nada a ver com o João Baião.
6 - Nem com o Rui Baião.
7 - Olhem para o mapa.
8 - Comprem um GPS.
9 - Leiam o blog.
10 - Para que é que querem saber?? Vão lá??? Rais vos côda!!!

DST

Tendo em conta as personagens por nós conhecidas no workshop, entenda-se Eugénio, ou em inglês, "Megenius", levou a que fizéssemos uma pequena incursão pelo mundo medicinal, mais propriamente no mundo das DST's, como se sabe contraídas através do há muito famoso desporto olímpico, Halterofilismo!

(Dasse, a escrever à Saramago...muitas vírgulas e pontos finais nem vê-los)

Tendo nós juntado os nossos amplos conhecimentos médicos ao inglês sul-africano do Carlos, viemos a descobrir que Megenius é uma doença cujo local predilecto para se alojar é a "pombinha"...(por aqui se percebe, segundo o nosso south african doctor que, esta é uma patologia do foro feminino)
Ora, o sul-africano (que até fez de médico) descobriu que a cura reside no método medicinalmente apelidado de "Megenitals", o qual segundo ele, assenta num cadeia consecutiva de fricções...

P.S.: Começo a desconfiar que o Carlos também fuma da boa...
Post Scriptum nº2: não tenho qualquer fote do Eugénio...

Alerte général!!!

O nível do conteúdo dos posts vai ficando mais reles e os erros ortográficos vão aparecendo (sobretudo do Diogo, coitadinho...fez a 4ª classe mas mal) à medida que a garrafa vai ficando cada vez mais vazia.

Daqui para a frente só Deus sabe o que vai aparecer mas...show must go on!!!

4ª nota explicativa

O Vítor primo cumprimentou o outro fulano da RTP, cujo nome, neste momento, escapa. Espera... Licor Beirão? Ai não, isso é nome de bebida...

Sub-nota explicativa ou se preferirem, nota explicativa 4.1: o Vítor-primo é primo do Rui, o melhor aluno da 4ª classe. Portanto, não é meu primo.

P.S.: p+ara perceberem este post, convém que leiam o anterior, mesmo que não queiram. É que esse tal fulano da rtp vinha com o nandes...

Ó Nandes!!!

Primeiro, gostaria de alertar os leitores para ganhar fôlego antes de lerem este post.

Sabiam que o Manuel Fernandes Silva, vulgo Nandes, depois do FCP - Celtic (apresentação do FCP) veio comer o belo do tremoço e beber dos nossos finos ao Restaurante/Marisqueira/Tasca/Esplanada/Café/Bar/Snack Bar/Pastelaria/Confeitaria/Pronto-a-Comer/Food Outlet/Servimos para fora/Refeições Quentes/Almoços e Jantares/Confecção Caseira/Buáte/Casa de Pasto/Estabelecimento Comercial/Churrasqueira (diz-te alguma coisa Focse????) Golfinho na nossa tão amada cidade de Espinho????

Pois é, mas ele não é muito dado ao contacto com os fãs. É que eu fartei-me de berrar/chamar/interpelar/abordar/gritar/apelar/verbalizar por ele e ele nada....só a mamar "tramoço" e fino!

Posto isto, só me resta dizer "Ó Nandes....vai pó caralhe"!!!

Na ressaca do workshop...


Graças a Deus acabou!!!!!

(pausa para tirar uma passa)

Aquilo que à partida parecia ser prometedor, revelou-se uma valente caquinha...
É verdade. Mais valia ter sido a OTE a dar formação porque para fazer de vendedor marroquino ou de Murtosa de sempri, já nós fazemos quando nos dá na real veneta!
Dito isto, Maria do Carmo, dedica-te às fogaças.
Ah, quase que me esquecia, sabiam que um gajo de Arouca, só com uma vaca, pediu $ à Comunidade Europeia para poder montar uma vacaria?! As coisas que nós descobrimos...

E os diplomas? Que lindos... (o Carlos até teve direito a dois)

P.S.: Afonso, desconfio que o teu diploma ainda vai ser fumado pela Maria do Carmo...

Como diria o Rui, "ela é que fuma da boa!"

Pera aí Rui (ao que ele responde: "só vou beber.")

Saudações amistosas

Ivan vs Aimar

O Glorioso tem feito belas aquisições este ano. Contudo, continua a falhar num ou outro aspecto. Como é possível dispensar Ivan "El Cona" Santos??? Depois de contratar Pablo Aimar, que dispensa apresentações, adquiriu o jovem médio que se afigurava como "o" complemento ideal para "El Mago".

(Pausa para ver que Susana entrou no msn)

Ivan apresenta como principais atributos:
1 - Não cumprimenta ninguém na rua (nem conhecidos, nem vizinhos, nem nada), apenas vagueando com aqueles que possuam um nível de "conice" (é com "c" ou com "ss"???) perto do dele.
2 - Anda sempre com um ar de "filhe da pute", natural diga-se.
3 - Tem um estilo, como diria o Sá, "Ai Jazu...".

Resumindo, contratação do ano!!!

3ª breve nota explicativa




Sim, esta é efectivamente a 3ª nota explicativa e se não acreditam, procurem!

É só para pedir desculpa por eventuais erros ortográficos daqui para a frente!

O regresso!!


Hoje/Amanhã, madrugada de domingo para segunda, estamos bêbados e, ao contrário do habitual, fomos directamente para o Licor Beirão. Assim sendo, achamos que era noite ideal para o regresso porque vamos produzir bué!

(Pausa para beber)

Os assuntos a abordar serão diversos e prepare-se, caro leitor, para tudo, tipo "Fiel ou Infiel" (referência cultural).

(Pausa para trocar os copos)

O qu'é que se bebe aqui??? LICOR BEIRÃO!!!!

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Praia, guarda-sóis e personagens


Ora viva!!

Uma parte da explicação para a ausência destes pequenos pedaços do nosso (insano) ser já foi dada pelo outro fiel, por vezes demasiado 'filmezeiro', autor. Sim, marcamos uns encontros com os 'finórios'. São uma grande companhia: matam a sede, sabem bem e, acima de tudo, não chateiam!

Mas não foi isso que me levou a escrever hoje. O assunto é mais sério, yet estúpido (como não podia deixar de ser neste blog). Vou falar desse precioso objecto que acompanha o verdadeiro 'tuga' na sua ida à praia - não, não é o tacho de arroz de tomate - o guarda-sol.

Eu e um tal de Hank Moody fomos, ontem, pela primeira vez à praia este Verão (e que belo Verão tem sido até agora...ui!). Chegados à praia Marbelo, como não havia bola para mandar um 'chute' e assim decidir o nosso poiso, poisamos num sitio qualquer. Mas não era um sitio totalmente qualquer. Parece um bocado parvo as pessoas demorarem tanto tempo a decidirem onde ficar quando o areal tem imenso espaço livre mas por vezes é preciso. Isto porque há uma determinada parcela desta praia com regras bastante próprias.

Vou ser breve, portanto isto é assim: quando for para esta praia, caro leitor, esteja atento às placas porque entre duas delas você não pode ter o guarda-sol aberto. Porquê? Por uma razão muito simples. Há um personagem que tem essa parte da praia por conta dele e se quiser ter o guarda-sol (aberto) aí, só alugando um dos dele pela módica quantia de €156843. Acha caro??? Pois é, mas o homem tem que passar meio ano a viajar e a vida não tá fácil para ninguém!! Se por acaso não vir e/ou não ler as ditas cujas placas (sim, porque TODA A GENTE lê essas placas enormes), descanse porque, se estiver prestes a cometer este crime contra a humanidade, vem de imediato um nadador-salvador (não menos personagem...para não dizer 'filhe da pute') que o informa que se quiser ter o seu guarda-sol aberto, terá que se mover uns valentes 30cm para o lado de forma a ficar para lá das placas. Enfim, não se esqueça do livro de instruções da próxima vez que for à beach.



(P.S.: Navas, se chutar a bola para dentro do cemitério, vais lá buscá-la???)

terça-feira, 15 de julho de 2008

Breve nota explicativa



Caros leitores,


Este post serve apenas para explicar a nossa pequena ausência:


Não pensem que desistimos logo ao princípio. A verdade é que temos passado o nosso tempo na companhia dos tradicionais "finos", como a foto demonstra.

Prometemos voltar em força, mas enquanto isso vamos desfrutando deste nosso prazer.


(Até como forma de não pensarmos nos acontecimentos que trespassaram as nossas vidas, qual espada afiada...)

sábado, 5 de julho de 2008

A rúbrica para o prometido "Fotolog de fotos estúpidas!"






















Uma breve nota explicativa:
Sim, convém uma explicação para esta rúbrica, caso contrário, o melhor aluno da 4ª classe ainda começa a "corrigir" tudo aquilo que eu escrevo.
Estão recordados do protagonista do post "Procura-se" ?
Pois bem, esse senhor tirou algumas das fotos que podem ver e nós certo dia, decidimos que as devíamos publicar, num fotolog (que nunca existiu, mas que eu sempre disse que deveria chamar-se fotolog de fotos estúpidas).
Como o prometido é devido, cá estão elas no nosso "Caipicola". (está bem assim, ó melhor aluno da 4ª classe?)

sexta-feira, 4 de julho de 2008

côda-se!!















São 5 da manhã... vamos mas é dormir (cada um na sua cama, na sua casa, claro) até porque daqui a pouco temos workshop.

Até já, fiéis leitores.

Um abraço dos administradores e do Navas.

P.S. O Rui "forçou-me" a pôr pontos finais em todas as frases, até porque tamos a postar a partir do PC dele... o qual está situado imediatamente abaixo da medalha de melhor aluno da 4ª classe...

Procura-se
















Tendo em conta que, aparentemente, não serei nenhum Hank Moody, não irei escrever nada de muito profundo. Aliás, acho que a foto ilustra bem aquilo que eu quero dizer...

Posto isto: alguém viu este senhor?
Em caso afirmativo, pede-se a quem ler este blog o favor de contactarem os administradores do mesmo (que utópicos que nós somos; não estamos a ver ninguém no seu perfeito juízo a ler isto, mas tá bem...).

Obrigado ( isto porque nós não sabemos para onde havemos de enviar a prenda de aniversário da pessoa em questão...).
Mais uma vez, o nosso Obrigado!

E tudo começou...


Não, não é para cantar a música do Netinho! A cantar, é para cantar alguma coisa em condições porque eu fui o melhor aluno da 4ª classe (foi o Diogo que me obrigou a escrever isto)! E mais, eu não leio "atletas" onde afinal diz "alertas"!! Tás lá Navas!!

E agora, a história...

O blog chama-se "Caipicola" porque eu, Linz, inventei uma bebida, ou melhor, um verdadeiro néctar dos deuses, precisamente com este nome. A receita não vou revelar porque essa continua com os deuses, incluindo eu. Mas posso referir que o néctar, como o Diogo tão bem lembrou (porque eu, como melhor aluno da 4ª classe, ia escrever "líquido"), já é servido em bares. A bebida não é consensual no que diz respeito à sua qualidade. O Diogo gosta....imensamente!!!

Passo a citar o que, de forma breve, resume a inclusão desta 276ª maravilha do mundo nos bares de Portugal:

"Eu pedi, sem rodeios, uma Caipicola e a "minina" ia logo escrever caipirinha no cartao mas reflectiu e estranhou o pedido, dizendo que nao sabia se tinham. Foi perguntar à outra "minina" e realmente nao tinham disponivel esta verdadeira divindade em forma líquida. Eu entao expliquei que era uma bebida que tinha provado pela primeira vez nas Seychelles mas que tambem já tinha bebido em Portugal (isto sempre com uma 'lata' do caraças e o Focse* a apoiar). Lá esclarecemos que se tratava de uma bebida parecida com a caipirinha, apenas se acrescentava coca-cola, e ela "desenrascou-me" a Caipicola, que tava bem boa por sinal!"

* Alguém o viu recentemente???